Concelhos em risco máximo de infeção descem de 119 para 15

O número de concelhos com incidência máxima da covid-19, desceu para 15. Eram 119 há uma semana, oito vezes mais

Os concelhos com o maior número de pessoas infetadas com a covid-19 comparativamente à sua população reduziu acentuadamente na última semana, totalizando 15 nesta segunda-feira.

A 15 de fevereiro, o país estava pintado a vermelho, sendo que 44% das autarquias (135) estavam a vermelho escuro, cor que no registo da Direção-Geral de Saúde corresponde a quem tem mais de 940 infetados por 100 mil habitantes.

Os últimos dados da DGS referem-se à incidência cumulativa a 14 dias de infeção por SARS CoV-2 e corresponde à proporção de novos casos e a população residente. O levantamento diz respeito ao período entre 3 e 16 de fevereiro e indica 15 concelhos com incidência extremamente elevada.

Os mais problemáticos a nível dos novos contágios, estão espalhados pelo Continente, com problemas em todas as suas regiões, mas é o Alentejo quem tem um maior número de situações graves, sete no total, o que também pode ser explicado por registar uma menor densidade demográfica. São estes Aljustrel (1394), Moura (962), Ferreira do Alentejo (1134), Arronches (2194), Gavião (1103), Castelo de Vide (1953) e Rio Maior (1386).

Setúbal (1001) é o concelho da Região e Vale do Tejo na incidência máxima, com 1073 infetados.

Na região Norte há três concelhos com o risco mais elevado: Boticas (1120), Resende (2259) e Sernancelhe (1001), tantos como no centro, Castanheira de Pera (2410), Penela (1056) e Manteigas (1829).

No Algarve, Monchique tem 940 ou mais casos por 100 mil habitantes, totalizando 1064.

Registe-se que o único concelho sem casos no Continente é Mourão, no Alentejo.

Os Açores têm o maior número de concelhos sem qualquer caso da doença: 12. Há 13 autarquias sem doentes da covid-19 neste momento.

O número de casos ativos tem vindo a reduzir, somado esta segunda-feira 80 642, menos 1699 que no domingo. Em contrapartida, sobe para 701 409 o número de recuperados.

Lisboa e Vale do Tejo continua a baixar a incidência de novos casos, ainda assim é a que regista mais infetados, 6663, mais 33 do que no domingo. O Norte tem 5159 doentes (mais oito) e o Centro 2859 (mais 15). O Alentejo tem 926 (mais dois) e o Algarve, 330 (mais dois).

Portugal regista 8370 vítimas mortais da doença, com uma taxa de letalidade de 2%, a proporção entre o número de óbitos e dos casos confirmados, 798 074.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG