PJ deteve suspeito de atear incêndios em Viseu e Vouzela

A PJ já identificou e deteve este ano 92 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de um servente de pedreiro, de 41 anos, suspeito de ter posto quatro focos de incêndio florestal nos concelhos de Viseu e de Vouzela.

Segundo a PJ, os fogos foram ateados entre os dias 07 de julho e 07 de setembro "em terrenos povoados por mato, pinheiros e eucaliptos".

"Os incêndios ocorreram em Silgueiros de Bodiosa, no concelho de Viseu, e em Vilar, no concelho de Vouzela, e foram ateados com um isqueiro, sem motivo aparente, tendo o detido atuado sob o efeito do álcool", explica a PJ.

Para esta detenção, a PJ contou com a colaboração da GNR de Viseu.

A PJ já identificou e deteve este ano 92 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG