PJ deteve em Penacova homem de 48 anos suspeito de atear fogo florestal

Homem terá ateado as chamas "com um cigarro incandescente, sem motivo aparente"

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta sexta-feira a detenção de um madeireiro de 48 anos suspeito da prática de um crime de incêndio florestal ocorrido há um mês no concelho de Penacova, distrito de Coimbra.

O homem, detido pela Diretoria do Centro da PJ em colaboração com a GNR de Penacova, terá ateado as chamas "com um cigarro incandescente, sem motivo aparente, sendo certo que do seu comportamento parece resultar um forte impulso para atear fogo", afirma em comunicado a Policia Judiciária.

O incêndio deflagrou na localidade de Paradela de Lorvão, a 08 de agosto, tendo ardido uma área de cerca de 800 metros quadrados de mato e eucaliptos.

O suspeito vai ser presente a tribunal para primeiro interrogatório e determinação de eventuais medidas de coação.

Este ano, a Polícia Judiciária já identificou e deteve 92 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG