Mais de 300 operacionais e seis meios aéreos combatem incêndio em Vila Real

O fumo intenso está a dificultar a atuação dos oito meios aéreos no local, no terreno estão 320 operacionais e 88 viaturas

O vento muito forte está a ser a principal dificuldade no combate ao incêndio que lavra na serra do Alvão, Vila Real, perto de aldeias e que está a ser combatido por 320 operacionais.

O presidente da Câmara de Vila Real, Rui Santos, disse à agência Lusa que não está "tranquilo" com a situação e explicou que a grande preocupação é "o vento muito forte" que se faz sentir na serra.

O alerta para o fogo foi dado às 16:27, perto da aldeia de Paredes.

O fumo intenso está a dificultar a atuação dos meios aéreos, embora estejam mobilizados seis para este incêndio que queima mato e pinhal.

Pelo terreno estão também espalhados 320 operacionais e 88 viaturas.

Os meios estão a ser posicionados perto das aldeias, de Cravelas e Testeira, que foram rodeadas pelo fogo, mas também em Outeiro e Paredes.

A expectativa é de que, segundo o autarca, o combate seja facilitado com o cair da noite e as temperaturas mais baixas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG