Hackers conseguem controlar iPhones com uma simples mensagem

Descoberta uma falha de segurança da Apple que põe em risco mais de 97 milhões de telemóveis

Foi encontrada uma falha no sistema de segurança da Apple que permite a piratas informáticos ter acesso a todas as palavras-passe armazenadas no iPhone ou no Mac, enviando apenas uma mensagem ou e-mail. No fundo, para infetar os dispositivos com um software maligno, basta que os hackers tenham o número de telefone.

O malware, ou software maligno, é enviado como se fosse uma imagem com o formato TIFF através do iMessage, e como este serviço de mensagens da Apple está programado para processar as imagens automaticamente, contamina de imediato o dispositivo. O mesmo acontece quando a imagem corrompida é enviada por e-mail, ou quando o utilizador da Apple consulta um site infetado.

Assim que o malware estiver instalado, segundo a Quartz, o hacker tem acesso à memória e às palavras-passe armazenadas no telemóvel- e o dono do telemóvel ou computador nem se apercebe.

A solução, segundo Tyler Bohan, o investigador da empresa especialista em segurança Cisco Talos que detetou a falha, é atualizar os dispositivos para a última versão do sistema operativo disponível: o iOS 9.3.3 para os iPhones e o El Capitan v10.11.6 para os computadores Mac. Ambas as atualizações foram lançadas este mês.

O especialista explica que estas são as únicas versões que já corrigiram esta falha, que põe em risco cerca de 97 milhões de dispositivos no mundo todo, segundo a Quartz.

No ano passado, a Android detetou problemas semelhantes no seu sistema operativo, quando foi revelado que uma falha de segurança tinha deixado cerca de 950 milhões de dispositivos expostos ao malware Stagefright. A Google lançou também na altura uma atualização para corrigir o erro.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG