Greve no Metro de Lisboa condiciona circulação até às 10:15

Devido à greve parcial, está previsto que a circulação de comboios se inicie apenas a partir das 10:15. A valorização dos salários e as progressões nas carreiras são algumas das reivindicações dos trabalhadores do Metropolitano de Lisboa.

Os trabalhadores do Metropolitano de Lisboa realizam esta quinta-feira uma greve parcial para exigirem valorizações salariais, estando previsto que a circulação de comboios se inicie apenas a partir das 10:15.

A greve da generalidade dos trabalhadores decorre entre as 05:00 e as 09:30.

De acordo com o acórdão do Tribunal Arbitral publicado no domingo, não estão previstos serviços mínimos durante o período da greve.

Já o setor administrativo e técnico fará greve entre as 09:30 e as 12:30, sem impacto na circulação do Metropolitano, disse à Lusa Anabela Carvalheira, da Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (FECTRANS).

O pré-aviso de greve foi entregue após uma reunião com o Conselho de Administração da empresa, realizada em 2 de junho, na qual não foi possível chegar a um entendimento sobre o estrito cumprimento e a prorrogação da vigência do Acordo de Empresa.

A valorização dos salários, as progressões nas carreiras e o preenchimento imediato do quadro operacional são outras exigências dos trabalhadores, que denunciam uma situação de bloqueio da contratação coletiva, acrescentou Anabela Carvalheira.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG