GNR registou 210 situações de incumprimento à proibição de entrar/sair da AML

"A população estava consciente das regras. Apesar do incumprimento, os cidadãos foram colaborantes e voltaram para trás quando pedido", afirmou o capitão João Gaspar.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) registou entre as 15:00 de sexta-feira e as 06:00 desta segunda-feira 210 situações de incumprimento à proibição de entrar e sair na Área Metropolitana de Lisboa (AML), segundo fonte da guarda.

Em declarações à Lusa, o capitão João Gaspar adiantou que, durante a operação, foram detetadas 210 situações de incumprimento sem justificação para entrar ou sair da AML.

"A população estava consciente das regras. Apesar do incumprimento, os cidadãos foram colaborantes e voltaram para trás quando pedido", disse.

O capitão João Gaspar destacou que a operação de fiscalização decorreu de forma tranquila e com a colaboração da população.

A circulação de e para a AML, que estava proibida desde as 15:00 de sexta-feira na sequência da subida dos casos de covid-19 neste território, foi retomada às 06:00 de hoje.

A decisão de proibir as deslocações de e para a AML no fim de semana foi anunciada na quinta-feira pelo Governo, no final da reunião do Conselho de Ministros.

A proibição de circulação de e para a AML teve, contudo, 18 exceções entre as quais "motivos de saúde ou por outros motivos de urgência imperiosa".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG