Fuga de gás retardou vacinações no Multiúsos de Guimarães

Segundo informação recolhida pelo diretor executivo do Agrupamento de Centros de Saúde do Alto Ave e transmitida à agência Lusa pela Administração Regional de Saúde do Norte, a Proteção Civil foi acionada logo que a fuga de gás foi detetada na obra.

O programa de vacinação contra a covid-19 agendado para esta segunda-feira no Pavilhão Multiúsos de Guimarães arrancou com hora e meia de atraso devido a uma fuga de gás numa obra em local próximo, informaram as autoridades de saúde.

Segundo informação recolhida pelo diretor executivo do Agrupamento de Centros de Saúde do Alto Ave e transmitida à agência Lusa pela Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N), a Proteção Civil foi acionada logo que a fuga de gás foi detetada na obra.

Determinou-se então, "por uma questão de precaução", a retirada de todos os profissionais que na altura já se encontravam no interior do pavilhão a preparar o início da vacinação calendarizada para este dia.

A vacinação no Multiúsos de Guimarães, no distrito de Braga, foi iniciada depois de efetuadas "todas as reparações e medições inerentes a este tipo de ocorrências", sendo que ao final da manhã estava já a funcionar "em pleno, de acordo com a calendarização previamente estabelecida", disse a fonte.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG