"Frio não deriva das alterações climáticas"

O geofísico e investigador das alterações climáticas, Filipe Duarte Santos explica que frio não está ligado às alterações climáticas

Como responde aos que dizem que esta vaga de frio que atinge a Europa e o hemisfério norte em geral é uma prova de que não há aquecimento global?

Aquilo que caracteriza o aquecimento global é a média da temperatura ao longo do ano e para toda a superfície do globo. Esquecem-se da palavra global. Temos milhares de estações meteorológicas certificadas pelos países membros da Organização Meteorológica Mundial e quando chegamos às médias destas estações temos um valor anual que está a subir. Há uma variabilidade natural, mas a tendência é sempre a temperatura a subir. Desde a Revolução Indus trial já subiu 1º C. Há quem diga que esse valor é pouco, mas não se lembram que a terra é muito grande e que esta é uma alteração significativa. As temperaturas mais baixas acontecem numa determinada região da terra, mas a subida das temperaturas médias é a nível global.

Mas há tendência para fenómenos mais extremos?

Sim, mas o que caracteriza melhor estes fenómenos extremos são as ondas de calor, onde há uma mortalidade muito elevada, e que são cada vez mais frequentes, com temperaturas muito altas, seca e depois períodos de precipitação em flecha, muito rápida. Os períodos frios não são característicos das alterações climáticas. Para nós, Portugal, é pior a seca que o frio.

Como vê a perceção na sociedade destes fenómenos?

A realidade é esta: se formos à internet e pesquisarmos por "alterações climáticas", encontramos sites que dizem que é um embuste. E outros, evidentemente, que procuram explicar que existem e usam dados científicos. As pessoas com menos conhecimentos tanto podem acreditar numa coisa como noutra. Não vale a pena mistificar isto: há duas narrativas. Há muitos governos que reconhecem já que existem alterações climáticas e chegou-se ao Acordo de Paris. Os cientistas também devem ter mais intervenção pública, mesmo que isso nem sempre seja confortável.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG