Ex-governante nos Açores e a mãe negam abuso de criança

O ex-diretor dos Assuntos do Mar do governo dos Açores, Frederico Cardigos, atual assessor em Bruxelas, e sua mãe, recusaram a autoria dos atos de pedofilia de que estão acusados

Frederico Cardigos, 45 anos, biólogo marinho e ex-diretor dos Assuntos do Mar no governo regional dos Açores, e sua mãe, Maria Leonor Braga Abecasis, filha de um major general, sobrinha de um antigo presidente da Câmara de Lisboa (Nuno Krus Abecasis), quiseram prestar declarações ontem, na primeira sessão do julgamento em que respondem por atos de abuso sexual sobre o próprio filho menor e neto, respetivamente. Os dois arguidos afirmaram de manhã a sua inocência nas Varas Criminais de Lisboa e negaram todos os atos pedófilos de que estão acusados, confirmou o DN com fonte judicial.

À tarde, a mãe do menor, Carla Cook, ex-mulher de Frederico Cardigos, confirmou todos os factos que vinham na acusação, garantindo terem-lhe sido reportados pela criança e resultado do que o menor contou ao pedopsiquiatra Pedro Strecht, que o acompanhou. A corroborar os alegados atos sexuais, existem perícias médicas e psicológicas à criança.

Leia mais no e-paper ou na edição impressa do DN

Mais Notícias

Outras Notícias GMG