"Escreva SMS e conduza", dizem cartazes à beira da estrada

O anúncio é assinado por uma agência funerária que, afinal, não existe

E se, de repente, fosse a conduzir o seu carro numa estrada e se deparasse com um cartaz a dizer "Escreva SMS e conduza"? E se, ainda por cima, a dita mensagem estivesse assinada por uma agência funerária? O mais provável era ficar surpreendido e tentar pesquisar sobre a empresa que tivera a imprudência de aconselhar uma das coisas que nunca se deve fazer ao volante. Foi o que fizeram muitos condutores que passaram pelo cartaz em Toronto, Canadá, tendo concluído que, afinal, se trata de uma campanha de sensibilização e que a agência funerária não existe.

O cartaz foi colocado esta semana numa estrada de Toronto. As letras pretas num fundo branco a aconselhar os condutores a escrever SMS ao mesmo tempo que conduzem chamou a atenção. Ainda para mais, quando o conselho era dado pela agência funerária Wathan. Mas, fazendo uma pesquisa na internet em busca dessa agência aquilo que se encontra é um esclarecimento.

"É uma coisa horrível para uma agência funerária fazer. Mas não somos uma agência funerária", lê-se. "Só estamos a tentar que os canadianos parem de enviar SMS enquanto conduzem, o que, estima-se, irá matar mais gente este ano em Ontário do que beber e conduzir", diz ainda o texto, explicando que a população não está sensibilizada para esta questão, ao contrário do que acontece para a condução com excesso de álcool. Mais de metade dos condutores de Ontário admitem ler mensagens enquanto conduzem, alerta este texto.

Em nenhum local se esclarece de quem ou qual organismo parte a iniciativa de sensibilizar os condutores para esta questão, mas a imprensa local informa que se trata de uma iniciativa da agência publicitária John St. e da companhia de colocação de anúncios Cieslok Media.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG