Escola básica de Oeiras serviu frango cru aos alunos

EB23 Noronha Feio em Queijas, Oeiras, serviu comida por cozinhar aos alunos no almoço de segunda-feira

A refeição foi servida na segunda-feira, dia 16, e as fotografias rapidamente começaram a circular nas redes sociais: para almoço, os alunos da EB23 Noronha Feio, em Queijas, Oeiras, tinham para prato principal ao almoço frango com arroz. Mas o frango estava cru e, em alguns casos, escorria sangue, que contaminava o arroz servido no prato.

A situação foi depois denunciada pela Associação de Pais: a presidente, Isabel Amaral Nunes, disse à TVI que se tratou de uma "situação grave de saúde pública".

Num comunicado, citado pela estação de televisão, a escola informou que a responsabilidade da refeição é da deficiente gestão do pessoal da cozinha, que é gerida pela empresa Uniself, que terá assumido o catering já este ano.

Também os alunos terão denunciado aos pais a situação e alguns terão mesmo chegado a comer o frango por cozinhar. Citada pela TVI, a mãe de um estudante contou que uma professora verificou que o frango estava cru e que aconselhou os alunos a comerem só o arroz, que afinal estava banhado em sangue e que escorria da carne.

O DN aguarda resposta a um pedido de informações, depois de contactar a EB23 Noronha Feio, que remeteu esclarecimentos para a sede do Agrupamento de Escolas de Linda-a-Velha e Oeiras

Mais Notícias

Outras Notícias GMG