Emigrante português matou ex-mulher a tiro na rua

O casal estava separado há cerca de dois meses, segundo os vizinhos

Um emigrantes português em França é acusado de matar a ex-mulher a tiro, no meio da rua, em Cavaillon, no sul do país. Lídia Ferreira da Costa, de 57 anos, foi morta na segunda-feira ao final da tarde, o ex-marido tentou matar-se em seguida e está internado em estado grave.

João Guilherme Espadinha, de 63 anos, estava separado da mulher há cerca de dois meses. Lídia Ferreira da Costa trabalhava numa empresa de distribuição de frutas e legumes e fazia limpezas num bar.

Segundo um vizinho, citado pelo jornal local La Provence, tinham dois filhos, que não vivem em França. O mesmo vizinho diz que nunca tinha ouvido uma discussão entre o casal.

O caso está a ser investigado pelas autoridades, que acompanham a evolução do estado do emigrante português.

Em França, uma mulher é morta a cada três dias pelo companheiro - em 2014 morreram 118 mulheres, segundo o Le Figaro.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG