EMA dá parecer sobre vacina da Johnson & Johnson na terça-feira

Portugal já recebeu as primeiras 31.200 doses da vacina da Johnson, que ficarão armazenadas até haver uma decisão do regulador europeu sobre a sua utilização.

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) anunciou esta sexta-feira que dará na terça-feira um parecer sobre a vacina Johnson & Johnson contra a covid-19, cuja utilização está suspensa nos Estados Unidos e na Europa por existir uma relação com coágulos no sangue.

A Agência, com sede em Amesterdão, anunciou hoje que irá dar uma "conferência de imprensa virtual sobre as conclusões a propósito da avaliação da segurança" da vacina do grupo Johnson & Johnson.

A conferência de imprensa deverá ser às 16:00 (hora de Portugal).

Portugal já recebeu as primeiras 31.200 doses da vacina da Johnson, que ficarão armazenadas até haver uma decisão do regulador europeu sobre a sua utilização.

A Johnson anunciou que, por sua iniciativa, iria atrasar a distribuição do fármaco na Europa devido à suspensão preventiva da sua administração nos Estados Unidos.

Na quarta-feira, a EMA já tinha dito que os benefícios da vacina da Johnson superam os riscos, após casos de coágulos sanguíneos nos Estados Unidos, mas remeteu uma decisão para a próxima semana.

Atualmente, estão aprovadas quatro vacinas na UE: Pfizer/BioNTech, Moderna, Vaxzevria (novo nome da vacina da AstraZeneca) e Johnson.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.987.891 mortos no mundo, resultantes de mais de 139 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.937 pessoas dos 829.911 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG