Dois polícias de Portalegre agredidos ao tentarem acabar com desordem num bar

Dois polícias da esquadra de Portalegre foram alvo de várias agressões quando tentavam pôr termo a uma desordem num bar daquela cidade, tendo recebido tratamento hospitalar, mas sem necessidade de internamento

O Comando Distrital de Portalegre da PSP explica, em comunicado, que os dois polícias foram alvo de "socos e pontapés", ao tentar "pôr cobro", na quinta-feira, "por volta das 22:50", a uma desordem ocorrida num bar.

"No seguimento de denúncia apresentada por populares na esquadra policial, de que haveria um grupo de quatro homens a provocar distúrbios e a trocar agressões entre si, uma patrulha deslocou-se imediatamente para o local, confirmando a veracidade dos factos denunciados", lê-se no documento.

Já no exterior do estabelecimento comercial, segundo a PSP, ao tentar "acalmar os ânimos", restabelecer a ordem pública, separar e identificar os agressores, um dos polícias presentes foi "empurrado e agredido a soco e pontapé" pelos agressores.

"Igual sorte tem um colega seu quando lhe tenta prestar auxílio", acrescentam.

A PSP explica ainda que os dois polícias agredidos, com a ajuda de outros da esquadra de investigação criminal que, entretanto, se deslocaram para o local, conseguiram deter três dos quatro agressores, com idades compreendidas entre os 18 e os 21 anos.

"O quarto suspeito não foi possível ser detido na altura dos factos, por ter conseguido colocar-se em fuga para parte incerta. No entanto, estão já em curso diligências para o localizar e proceder à sua identificação", lê-se no comunicado.

Os detidos vão ser esta sexta-feira (15) conduzidos ao Tribunal de Portalegre para efeitos de primeiro interrogatório judicial e aplicação de eventuais medidas de coação.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG