Detetada poluição de central nuclear em águas de área protegida nos EUA

De acordo com a investigação, os derrames foram sinalizados nos canais de arrefecimento ligados à central nuclear de Turkey Point.

Uma central nuclear do estado norte-americano da Florida derramou água com elevados níveis de trítio para a Baía de Biscayne, área protegida com um dos três maiores recifes de coral do mundo, segundo um estudo.

O estudo, da Universidade de Miami, detetou trítio, um elemento radioativo considerado um "rastreador" das fugas de centrais nucleares.

De acordo com a investigação, os derrames foram sinalizados nos canais de arrefecimento ligados à central nuclear de Turkey Point, na cidade de Homestead, ao lado do Parque Nacional Biscayne.

Trata-se de uma reserva de aproximadamente 70 mil hectares, 95% em água, que pretende proteger a Baía Biscayne e os seus ecossistemas de mangais e barreiras de coral em alto mar.

A parte marinha do parque inclui o único recife vivo de coral nos Estados Unidos continental, conhecido como Florida Reef, um dos três maiores do mundo, a seguir à Grande Barreira de Coral, na Austrália, e à Barreira de Recifes de Belize.

O relatório foi encomendado pelo governo do condado de Miami-Dade à Universidade de Miami após ter sido detetado, em 2014, um aumento dos níveis de salinidade e da temperatura das águas no interior do sistema de canais.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG