Criados em laboratório embriões humanos resistentes ao VIH

Resultados obtidos a partir de modificação genética.

Uma equipa de cientistas da Universidade de Medicina de Cantão, sul da China, anunciou que conseguiu criar embriões humanos resistentes ao Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH), que causa a sida, através de modificação genética.

Os testes, efetuados em 26 embriões "defeituosos e inaptos a tratamentos de fertilidade" segundo o líder da equipa de cientistas, Fan Yong, permitiram criar quatro embriões imunes ao HIV, enquanto os restantes revelaram mutações "não planeadas", informou hoje um jornal oficial.

A investigação foi publicada no último número do Journal on Assisted Reproduction and Genetics, e detalha que todos os embriões foram destruídos no espaço de três dias.

É a segunda vez que um grupo de médicos chineses causa controvérsia através de experiências com a modificação genética de embriões.

No ano passado, uma equipa da Universidade Zhongshan, também em Cantão, disse ter conseguido alterar pela primeira vez na história o genoma humano em embriões.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG