Armas à venda online. Um detido após buscas em todo o país

A operação surge no âmbito de uma investigação que dura há 12 meses. Uma pessoa foi detida, suspeita de comercializar armas no OLX.

A PSP está a realizar buscas domiciliárias e não domiciliárias em vários concelhos do país, como Lisboa, Setúbal, Viseu, Guarda e Bragança, avança a RTP.

De acordo com o intendente da PSP Paulo Costa, estas diligências são o resultado de uma investigação, que correu durante cerca de 12 meses. "É fruto daquilo que é a atividade da atividade da PSP no âmbito da verificação do comércio ilícito online", explicou em declarações à estação pública de televisão.

"Foi possível identificar uma pessoa que efetuava a venda online de bastões extensíveis e de outro tipo de armas, o que não é permitido", adiantou o intendente.

Explicou que durante a investigação, que decorreu ao longo de 12 meses, "foram emitidos 18 mandados de buscas, sendo 10 domiciliários e oito não domiciliários", bem como a emissão de um mandado de detenção.

A CNN Portugal avança que um homem de 25 anos foi detido no âmbito desta operação. É suspeito de tráfico de armas que comercializaria através da plataforma OLX e de ter desviado cerca de 30 mil euros de clientes da Caixa Geral de Depósitos, banco de que era funcionário.

Durante esta operação, que ainda está em curso, foram apreendidos três bastões extensíveis, um gás de defesa e uma reprodução de arma de fogo, referiu Paulo Costa na RTP.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG