Centro de fertilidade holandês admite erro com amostras de esperma

Vinte e seis mulheres podem ter sido inseminadas com esperma do homem errado

Um centro de tratamento de fertilidade holandês admitiu que um erro nos procedimentos der fertilização in vitro, entre abril de 2015 e novembro de 2006, pode ter feito com que quase três dezenas de mulheres tenham sido inseminadas com o esperma do dador errado.

Metade das 26 mulheres afetadas, que recorreram ao Centro Médico da Universidade de Utrecht, já teve bebé ou está à espera de ter.

O centro diz, em comunicado, que "existe a possibilidade de os ovócitos terem sido fertilizados por células de esperma que não eram as do pai pretendido". E embora a probabilidade seja reduzida, a hipótese não pode ser excluída, conclui. Os casais já foram informados.

Durante o processo de fertilização in vitro os ovócitos recolhidos dos ovários da mulher são fertilizados com o esperma do dador em laboratório- os embriões resultantes são posteriormente implantados no útero. A primeiro bebé nascido através deste procedimento médico nasceu em 1978 e já tem 38 anos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG