Buscas vão realizar-se até domingo

Comandante Malaquias Domingues já está a alargar o prazo para além dos três a quatro dias normais. Hoje alargou o perímetro das buscas a patrulhas terrestres nas praias da Caparica e Fonte da Telha

O perímetro das buscas para encontrar a criança de quatro anos foi hoje alargado mas as buscas vão cessar oficialmente no domingo, adiantou ao DN o comandante Malaquias Domingues, capitão do porto de Lisboa. O responsável pelas operações no terreno garantiu que ao estender o prazo até domingo já está a ir "muito além do habitual" que é de três a quatro dias de diligências. Explicou que o fez por se tratar de uma criança desaparecida no mar.

"Como medida cautelar esta manhã iniciei a patrulha terrestre nas praias de São João da Caparica, Costa da Caparica e Fonte da Telha. Temos agentes da Polícia Marítima a percorrer essas áreas", disse o oficial. Depois de domingo, o comandante vai "inserir a preocupação para localizar o corpo na atividade rotineira da Polícia Marítima". "Teoricamente, tratando-se de uma criança muito pequena, com pouca flutuabilidade, o corpo pode ter entrado na corrente e ido pelo oceano dentro, sobretudo na direção sul".

Hoje foi o terceiro dia consecutivo de buscas. Mais uma vez decorreram sem se encontrar o corpo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG