Bombeiros vão ter verba adicional de 2,5 milhões de euros, anuncia MAI

O Ministério da Administração Interna anunciou que vai atribuir em 2022 uma verba adicional de 2,5 milhões de euros para reforçar a capacidade das corporações de bombeiros e para fazerem face aos constrangimentos financeiros provocados pela pandemia.

Em comunicado, o Ministério da Administração Interna (MAI) avança que a proposta do Orçamento do Estado para 2022, entregue na segunda-feira à noite na Assembleia da República, prevê um aumento do financiamento permanente para as Associações Humanitárias de Bombeiros (AHB) superior a um milhão de euros face a 2021, o que representa um aumento de 3,7%.

Segundo o MAI, o orçamento de referência previsto para 2022 é de 29.713.284,60 euros.

O Ministério tutelado por Eduardo Cabrita precisa também que, "complementarmente, atribui-se uma verba adicional de 2,5 milhões de euros, correspondente a 8,4% do orçamento de referência, para reforço da capacidade operacional das AHB e, também, para fazer face aos constrangimentos financeiros decorrentes do empenhamento nas operações associadas à covid-19".

O MAI refere ainda que a proposta prevê para 2022 "um aumento superior a 920 mil euros para o Fundo de Proteção Social do Bombeiro, passando este fundo a receber perto de 1,8 milhões de euros".

"Esse valor corresponde a um crescimento de cerca de 107% face a 2021, permitindo concretizar a atribuição dos benefícios legalmente consagrados, dos quais se destacam o reembolso de propinas e de taxas de inscrição pela frequência dos ensinos secundário ou superior, o reembolso de parte das despesas suportadas com berçários, creches e estabelecimentos da educação pré-escolar e a pensão de preço de sangue", concluiu a nota do MAI.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG