As primeiras imagens de Mercúrio entre a Terra e o Sol

O mais pequeno planeta do Sistema Solar atravessou-se no brilho do Sol esta segunda-feira, e foi fotografado pelo mundo fora

Mercúrio ficou perfeitamente alinhado entre a Terra e o Sol esta segunda-feira, um evento astronómico que não acontece todos os dias, e que juntou amantes de astronomia da Europa Ocidental até à costa da América do Norte com os telescópios postos no Sol. O fenómeno só voltará a repetir-se em 2019.

Em Portugal, o trânsito de Mercúrio, como se chama quando o planeta passa diante do Sol da perspetiva da Terra, decorreu entre as 12.12 e as 19.41. hora continental, segundo o Observatório Astronómico de Lisboa.

O ponto máximo foi às 15.56. Mas o trânsito do mais pequeno planeta do Sistema Solar, e aquele que mais próximo se encontra do Sol, também foi visível na costa mais nortenha da América do Sul, na Gronelândia, no noroeste de África e no Oceano Atlântico.

Para que o trânsito de Mercúrio suceda, o planeta, além de estar entre o Sol e a Terra, tem de cruzar o plano orbital da Terra, o chamado plano da elíptica, segundo o astrofísico Pedro Machado.

O investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço explicou à Lusa que a raridade do fenómeno se deve ao facto de ocorrer 13 vezes por século, em maio ou em novembro, em intervalos de tempo que podem ser de três anos e meio, sete anos, nove anos e meio, dez anos ou 13 anos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG