27 crianças no Hospital de Faro com sintomas de intoxicação alimentar

O presidente da Câmara Municipal de Olhão indicou que, possivelmente, se trataria de uma situação de intoxicação alimentar.

Um total de 27 crianças foram hoje transportadas para o Centro Hospitalar Universitário do Algarve, em Faro, "com sintomas compatíveis com intoxicação alimentar", mas sem necessidade de internamento, disse à Lusa fonte daquela unidade hospitalar.

"Deram entrada no serviço de urgência 27 crianças com sintomas compatíveis com intoxicação alimentar, todas estáveis e, até ao momento, sem necessidade de internamento", explicitou fonte do Hospital de Faro.

A Proteção Civil disse que o incidente ocorreu na Escola Básica de 2.º e 3.º ciclos Dr. João Lúcio, na Fuseta, concelho de Olhão.

Contactado pela agência Lusa, o presidente da Câmara Municipal de Olhão, António Pina, disse que estava "a tentar saber pormenores", indicando que, possivelmente, se trataria de uma situação de intoxicação alimentar.

O autarca acrescentou que o fornecimento das refeições à escola em questão é feito pela Cruz Vermelha Portuguesa. "Está contratualizado com eles", completou.

A Lusa tentou contactar sem sucesso a delegação de Faro-Loulé da Cruz Vermelha.

O CDOS de Faro referiu também que no local estiveram duas ambulâncias da Cruz Vermelha, três do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e uma ambulância da Associação Humanitária de Bombeiros Faro-Cruz Lusa.

O alerta para esta ocorrência foi às 15:50, de acordo com a informação disponível no site da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

Atualizado às 23:09 com o novo número de crianças hospitalizadas

Mais Notícias

Outras Notícias GMG