Último Inverno registou fenómenos extremos

O Instituto de Meteorologia (IM) informou hoje, em comunicado, que este Inverno foi caracterizado pela ocorrência de "fenómenos extremos", sendo "mais frio que o normal" pelo terceiro ano consecutivo.

Os "fenómenos extremos" a que o IM se refere são o tornado que afectou a zona oeste em Dezembro, os episódios de neve no Norte e no Centro, as duas ondas de frio em Janeiro e em Fevereiro, a chuva com queda de granizo em Dezembro e Janeiro e os ventos fortes de Fevereiro.

O valor total da precipitação foi de 394,0 mm, superior ao valor normal [período de 1971-2000] de 352,5 mm, informa o IM, acrescentando que o inverno se classificou como "normal a chuvoso em quase todo o território do Continente, sendo muito chuvoso na região de Lisboa e no barlavento algarvio".

Quanto ao valor médio da temperatura máxima, média e mínima, este foi "ligeiramente inferior aos respectivos valores normais, com anomalias de -0,3ºC". "Nos últimos dias do mês de Janeiro e início de Fevereiro, ocorreram valores da temperatura mínima do ar muito baixos, nomeadamente nas regiões do interior Norte e Centro do Continente, verificando-se pelo terceiro ano consecutivo um inverno mais frio que o normal", adianta ainda o IM.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG