Três inundações e cinco quedas de árvores no distrito de Beja

O mau tempo provocou hoje três pequenas inundações e a queda de cinco árvores no distrito de Beja, em vários concelhos, sem causar danos materiais, nem vítimas, revelaram os bombeiros.

O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja explicou à agência Lusa que estas ocorrências, assim como dois acidentes rodoviários, com um total de três feridos ligeiros, aconteceram entre as 11:00 e as 15:00.

As quedas de árvores verificaram-se nos concelhos de Vidigueira (duas), Ourique, Beja e Mértola (uma em cada), sem provocarem, contudo, "quaisquer danos", disse fonte do CDOS.

Quanto às três "pequenas inundações", igualmente sem prejuízos, acrescentou a mesma fonte, registaram-se nos concelhos de Moura (duas) e Barrancos (uma).

Já no que respeita aos acidentes rodoviários, um verificou-se em Beja e o outro em Ourique, no Itinerário Complementar 1 (IC1).

A chuva e o vento forte, durante a manhã, já tinham causado inundações e quedas de árvores e de estruturas na região do Alentejo, nos distritos de Évora e de Portalegre.

Na região de Évora, até às 16:00, segundo o CDOS, caíram 12 árvores e três estruturas (um placard publicitário, um poste de comunicações e placas de metal que delimitavam uma obra), acontecendo também 11 pequenas inundações.

Em relação à zona de Portalegre, entre as 09:00 e as 10:00, o mau tempo fez cair 11 árvores, causou uma pequena inundação numa via e esteve na origem do deslizamento de um muro, sem danos, disse à Lusa o CDOS daquele distrito.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê uma ligeira melhoria do estado do tempo a partir da tarde de hoje e até segunda-feira, quando a chuva e o vento fortes vão regressar.

Para já, o IPMA lançou um aviso amarelo -- o segundo menos grave de uma escala de quatro -- para todos os distritos do país.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG