Terceiro dia da Operação Natal sem vítimas mortais

Dez feridos graves e 50 ligeiros é o balanço feito pela Guarda Nacional Republicana no terceiro dia da Operação Natal, em que não foram registadas vítimas mortais. A operação começou às 00:00 de sexta-feira e prolonga-se até às 24 horas de quarta-feira.

No domingo os militares da Guarda Nacional Republicana registaram 166 acidentes, menos 116 do que no mesmo dia do ano passado, mais três feridos graves em relação aos sete do mesmo dia de 2011 e menos 41 feridos ligeiros.

No acumulado dos três primeiros dias de operação, a GNR registou 676 acidentes - menos 102 do que em 2011 -, quatro mortos - menos três do que em 2011 -, dezoito feridos graves - mais cinco -, e 212 feridos ligeiros - menos 15 do que em 2011.

A operação Natal da GNR tem como objetivo combater a sinistralidade, regular o trânsito e garantir o apoio a todos os utentes da via, "proporcionando-lhes uma deslocação em segurança".

A Guarda Nacional Republicana explica que, durante a operação, vão ser levadas a cabo diversas ações de patrulhamento e de fiscalização rodoviária, uma vez que as comemorações do Natal "provocam um aumento significativo do tráfego rodoviário, em consequência do acréscimo das deslocações das pessoas para as regiões de origem".

Segundo a GNR, o reforço do patrulhamento vai ser mais visível nas estradas onde se "registam mais acidentes e pontos de conflito de trânsito".

Na operação vão estar empenhados, diariamente, 1.770 militares da Unidade Nacional de Trânsito e dos comandos territoriais, que vão ser reforçados com efetivo da Unidade de Intervenção e da Unidade de Segurança e Honras do Estado, adianta a corporação.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG