Trio clonava cartões a partir de site de reservas de hotéis

Três pessoas que alegadamente clonavam cartões de crédito a partir de um site de reservas de quartos de hotel, foram detidas no Sul do país por suspeita de vários crimes, informou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a PJ refere que os detidos, dois homens e uma mulher, se introduziam num "site" de reservas hoteleiras, a partir do qual extraíam números de cartões de crédito e códigos de segurança dos clientes.

Depois, os arguidos reproduziam-nos em bandas magnéticas de cartões plastificados, que utilizavam para debitar dinheiro numa conta bancária de uma empresa fictícia criada para o efeito.

O trio é suspeito dos crimes de associação criminosa, contrafação e uso de cartões de crédito, burla informática, falsificação de documentos, branqueamento de capitais, tráfico de droga e uso de arma proibida.

Nas buscas às suas residências, a polícia apreendeu mais de cem certões contrafeitos, computadores, telemóveis, duas pistolas, quatro viaturas e ainda cerca de cem pés de cannabis, numa estufa montada na casa de um dos suspeitos.

Através de uma sociedade comercial constituída a partir de dados forjados, os suspeitos alugaram ainda diversas viaturas em "rent-a-car", cujas matrículas falsificavam para vender.

Durante a investigação, a Judiciária apreendeu ainda o saldo de várias contas bancárias, cujo montante não foi revelado.

Os arguidos, de 51, 37 e 55 anos, vão agora ser presentes às autoridades judiciais para aplicação das medidas de coação.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG