Detidos suspeitos de auxílio à imigração ilegal e lenocínio

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) anunciou hoje a detenção, no Algarve, de dois indivíduos de origem asiática sobre os quais pendiam mandados de detenção por crimes de associação criminosa, associação de auxílio à imigração ilegal e lenocínio.

Os suspeitos - um homem com cerca de 45 anos e uma mulher de 35 -, detidos na quarta-feira, faziam parte de uma organização criminosa transnacional desmantelada pelo SEF em abril de 2011.

Na ocasião, foram detidos sete suspeitos, que se encontram atualmente em prisão preventiva, na sequência de investigações tuteladas pelo Ministério Público através do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, que se iniciaram em 2010 e contaram com a cooperação policial e judiciária internacional.

Posteriormente, já em 2012, na sequência da emissão de mandados de detenção europeus, foi detido pelas autoridades espanholas outro suspeito.

Os dois arguidos agora detidos encontravam-se no estrangeiro em paradeiro desconhecido, sendo dos principais elementos daquela rede internacional, que se dedicava a auxiliar a entrada e permanência irregular de cidadãos de origem asiática na União Europeia.

Segundo o SEF, os detidos tinham ainda ligações a uma rede de falsificação e contrafação de documentos, igualmente desmantelada pelo SEF, em junho do ano passado, com a colaboração das autoridades espanholas, francesas e britânicas, países em que a rede explorava sobretudo mulheres na prática da prostituição.

Na sua atividade, esta organização criminosa internacional recorria a documentos fraudulentos de países como Japão, Singapura, Coreia do Sul, Malásia, Hong-Kong, Taiwan, Portugal e Macau, entre outros.

Os dois detidos serão presentes hoje a Tribunal.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG