Almada corta 46% nos custos com iluminações

A câmara municipal de Almada vai gastar este ano menos 46% do que gastou em 2009 nas iluminações de Natal, que vão ser acesas na cidade a partir de sábado.


O vereador da câmara municipal de Almada para a Cultura, António Matos, afirmou que a cidade vai ter este Natal "menos ruas e edifícios iluminados como consequência na quebra das verbas disponíveis para o poder local". O autarca sublinhou que a preocupação essencial do executivo é "emagrecer os investimentos até os ajustar às receitas arrecadadas, para que só se gaste o que se tem e nada se fique a dever". Ainda assim, garantiu que a "redução não será muito perceptível".

"Tirámos a iluminação de algumas ruas secundárias mas a rotunda do centro Sul e as principais artérias da cidade continuam com luzes, só que com menos exuberância", afirmou. E, acrescentou, "porque em Almada somos católicos (...) as iluminações de Natal podem também ser apreciadas em 13 igrejas e capelas espalhadas pelo concelho".

A iluminação, que vai custar 75 mil euros à câmara municipal, "será feita, na sua maioria, através de 226 lâmpadas LED, tecnologia que permitem reduzir o consumo de energia até 70 por cento". As luzes acendem-se no sábado e apagam-se a 7 de Janeiro de 2011.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG