Adiada sentença do caso do PSP acusado de matar cunhado

A leitura do acórdão do caso do agente da PSP, acusado do homicídio do cunhado, em Alenquer, prevista para esta manhã, foi adiada para 8 de março, informou hoje o Tribunal do Cartaxo, à Agência Lusa.

Nas alegações finais, o Ministério Público (MP) pediu pena de prisão de 10 a 12 anos, enquanto a defesa requereu a absolvição. O arguido foi condenado em 2010 a uma pena suspensa de dois anos e 10 meses, por ofensa à integridade física e ocultação do cadáver, encontrado na Serra de Montejunto dentro de um carro incendiado, em novembro de 2008.

O MP recorreu da decisão e o Tribunal da Relação de Évora decidiu repetir o julgamento, devido à existência de "vícios de interpretação", e alterou a qualificação jurídica do crime para homicídio simples.

Segundo o Tribunal do Cartaxo, a leitura do acórdão ficou reagendada para 8 de março às 16:30, sem, no entanto, adiantar as razões deste adiamento.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG