Serviços mínimos para os professores

O Ministério da Educação vai decretar os serviços mínimos para 17 de junho, dia em que arrancam os exames nacionais do secundário e para o qual os professores tinham marcado uma greve geral.

De acordo com um comunicado do Ministério da Educação e Ciência, liderado por Nuno Crato, foram iniciadas esta sexta-feira as "diligências necessárias para estabelecer serviços mínimos" para 17 de junho.

Na nota é referido que o ministério assegura quem "existem todos os instrumentos para que a realização dos exames nacionais decorra com normalidade".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG