Rouba ambulância e quase atropela mulher e bebé

Homem roubou uma ambulância dos bombeiros da Póvoa de Varzim e com a ajuda do sistema de GPS a polícia conseguiu deter o indivíduo. Durante a fuga bateu num carro e quase atropelou uma mulher e um bebé

"Uma situação fora do normal". A afirmação é do comandante dos bombeiros voluntários da Póvoa do Varzim, Francisco Nova, sobre o roubo de uma ambulância da corporação na noite de quinta-feira.

"Uma das nossas equipas foi levar um doente ao hospital da Póvoa do Varzim. Retiraram o doente da maca, levaram-no até às urgências e quando voltaram já não encontraram a ambulância", conta Francisco Nova ao Diário de Notícias.

Ligaram para a central a explicar o sucedido e, "através do sistema GPS, conseguiram ver que a ambulância seguia na EN 13, em direção a Vila do Conde". Os bombeiros ligaram então para as autoridades que conseguiram travar a fuga do indivíduo. Elementos da PSP de Vila do Conde e Póvoa do Varzim detiveram o homem na rotunda do McDonalds.

Antes, durante a fuga, um senhor que ia à frente da ambulância travou para deixar passar na passadeira uma mulher com um bebé. O assaltante seguia a grande velocidade na EN 13 e bateu na parte de trás do carro. "O senhor acredita que se não tivesse abrandado ele teria atropelado a mulher e o bebé por causa da velocidade a que ia", relata Francisco Nova. "A ambulância só abrandou porque embateu na traseira do carro", sublinha.

Depois do acidente, o homem continuou com a fuga, mas acabou por ser detido, tendo sido presente a tribunal durante a manhã desta sexta-feira.

"É uma situação fora do normal", admite o comandante da corporação dos bombeiros, que destaca a importância do sistema de GPS. "Foi o que evitou mal menores".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG