"Quem não viu Lisboa, não viu coisa boa"

Fomos até ao Terreiro do Paço, em Lisboa, "uma das mais sumptuoosas e grandiosas" praças que existem.

Com Jules Leclercq (1848-1928), passeámos por baixo das arcadas, sentámo-nos a ver o Tejo no Cais das Colunas, passamos pelo arco da Rua Augusta. Só não vimos a estátua de D. José I porque está tapada, para restauro.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG