Pulido Valente com novos serviços e área de responsabilidade social

A administração do Hospital Pulido Valente vai criar novos serviços nesta instituição e uma área de responsabilidade social, mas garante que não existirá duplicação de serviços com o Santa Maria.

Carlos Martins, presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar Lisboa Norte (CHLN), a que pertencem os hospitais Santa Maria e Pulido Valente, disse à agência Lusa que está em curso um "plano de fusões estratégicas".

"O Pulido Valente é um hospital nacional, com o maior e melhor departamento de pneumologia do país. Tem uma história que vem de 1910, já foi um hospital universitário, faz parte do acervo histórico da saúde pública nacional e ninguém vai retirar isso", disse.

Na área clínica, o administrador disse estar adiantada uma negociação com uma entidade pública que vai ficar com várias áreas desocupadas, que serão ocupadas com uma entidade da esfera do Ministério da Saúde.

"Estamos em negociação com duas entidades da área social para a abertura de unidade de cuidados paliativos", as quais serão instaladas em espaços praticamente acabados, mas que estão encerrados, apesar de terem custado cinco milhões de euros.

É intenção desta administração "abrir uma boa área de cuidados paliativos, com duas áreas de inovação: cuidados paliativos pediátricos e paliativos respiratórios".

Segundo Carlos Martins, as mudanças deverão levar ao campus do Pulido Valente mais 500 pessoas, atrás das quais deverão ir mais outras tantas.

Em curso estão igualmente negociações para a criação de camas de cuidados continuados.

Em 2014, permanecerão no Pulido a pneumologia, o hospital de dia, o bloco operatório, o recobro, a medicina interna e um conjunto de áreas fundamentais para o funcionamento da pneumologia, bloco e medicina interna.

"Não vamos ter duplicações", sublinhou Carlos Martins, lembrando que desta unidade de saúde já saiu a cirurgia geral, vascular, gastro, cardiotorácica e otorrino.

O projeto para o Pulido Valente passa por "gerir os recursos da melhor forma".

"Queremos que o cidadão vá ao Santa Maria e depois vá ao Pulido, ou vice-versa, e sinta que a forma de estar e atuar é exatamente igual porque há uma cultura de instituição", disse.

No Pulido Valente será criada uma área de responsabilidade social com a Liga de Amigos, associações de doentes e de dadores, um banco alimentar e o embrião de uma futura creche do CHLC.

À área verde do Pulido será devolvido o espaço onde estão dois edifícios construídos artesanalmente e será recuperada totalmente a capela.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG