Portugueses oferecem 1800 embalagens solidárias

Em três meses de duração, a campanha "Achar querido não chega", que arrancou em novembro passado, recebeu cerca de 1800 embalagens solidárias, com bens de maior necessidade.

O Banco do Bebé, que assiste famílias de recém-nascidos com dificuldades financeiras, recebeu nas suas instalações, situadas na Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, embalagens solidárias com produtos de higiene, alimentos, roupas e brinquedos.

A campanha de Natal, que contou com uma parceria com os CTT, teve como objetivo a angariação de alimentos e produtos de higiene para crianças, de forma a dar resposta ao crescente número de pedidos de ajuda de famílias carenciadas com bebés e crianças até aos seis anos de idade.

Só no ano 2012, a instituição teve um aumento do número de pedidos de ajuda em cerca de 20% em relação ao ano anterior.

A instituição está a alargar a sua área de intervenção. Além de ajudar cerca de 1000 famílias carenciadas - referenciadas pela MAC, Hospital de Santa Maria e Hospital de Loures - a instituição está já a dar resposta a pedidos de ajuda a famílias carenciadas do Hospital Amadora-Sintra e na zona de Almada.

A presidente do Banco do Bebé, Marina Arnoso comenta que o alargamento da área de intervenção da instituição: "Sempre foi o nosso objetivo e estamos a conseguir concretizar os nossos objetivos. É a prova de que quando os esforços se unem, os objetivos são cumpridos com sucesso. Neste momento, a nossa prioridade é dar resposta aos casos de maior carência e, sobretudo, alimentares".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG