Portugal perto de bater recordes de calor

Com exceção do Algarve, todo o território continental está sob uma onda de calor intensa durante este fim de semana.

Neste fim de semana, as temperaturas podem atingir ou aproximar-se dos recordes históricos nos distritos de Santarém, Castelo Branco, Setúbal e Lisboa. A Direção-Geral da Saúde considera as condições meteorológicas preocupantes e alerta para a necessidade de serem tomadas precauções, recordando a vaga de calor de 2003 que terá causado a morte a duas mil pessoas em Portugal.

De uma forma geral, os valores mais elevados de temperatura máxima desde 1941 foram registados há dez anos. Lisboa chegou aos 42 graus. E, ao que tudo indica, hoje voltará a chegar, já que a previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) é de uma máxima de precisamente de 42 graus. O presidente do IPMA, Jorge Miranda, adiantou ontem que "não quer dizer que em algumas zonas de Lisboa não suba mais, porque pode haver diferenças de três graus na mesma zona urbana".

De acordo com o IPMA, para este fim de semana prevê-se "tempo muito quente, com valores de temperatura máxima superiores a 35ºC em todo o território". As regiões do Alentejo e do Vale do Tejo "serão as mais quentes, com máxima igual ou superior a 40ºC". Adivinham-se mais noites tropicais: a temperatura manter-se-á elevada, com mínimas superiores a 20ºC.

A situação mantém-se, pelo menos, até segunda-feira. A partir de terça, o IPMA indica que "a temperatura do ar começará a descer, de forma significativa no litoral oeste, mas a manter-se com valores elevados, da ordem de 35º ou superiores, até ao dia 11 no interior"..

Até domingo, onze distritos estão sob aviso laranja: Braga, Bragança, Vila Real, Guarda, Coimbra, Leiria, Castelo Branco, Lisboa, Setúbal, Évora e Beja.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG