Portugal mantém grau de ameaça "moderado"

Em comunicado, a secretária-geral do Sistema de Segurança Interna informou que todas as forças de segurança estão trabalhar em articulação

Os atentados desta manhã no aeroporto e no metro de Bruxelas não levaram ainda Portugal a alterar o grau de ameaça, que se mantém "moderado", informou a secretária-geral do Sistema de Segurança Interna, em comunicado.

No entanto, as forças e serviços de segurança "reforçaram a vigilância e a segurança em áreas e locais de maior concentração de pessoas". Um desses locais é o aeroporto de Lisboa, onde já são visíveis agentes armados com shotguns.

A procuradora Helena Fazenda, secretária-geral do Sistema de Segurança Interna, que coordena a tomada de medidas acrescenta ainda que todas as forças e serviços de segurança que integram a Unidade de Coordenação Antiterrorismo "estão a trabalhar em completa articulação e a acompanhar os acontecimentos que estão a ocorrer em Bruxelas, mantendo contacto com as suas congéneres e recolhendo todos os dados necessários à sua avaliação".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG