Porque demora tanto a emissão ou renovação da carta?

O deputado José Luís Ferreira, de Os Verdes, entregou no parlamento uma pergunta ao Governo sobre a demora na renovação ou emissão de segundas vias das cartas de condução pelo Instituto da Mobilidade e dos Transportes, foi hoje divulgado.

De acordo com um comunicado, a pergunta do Partido Ecologista Os Verdes foi apresentada depois de o seu grupo parlamentar ter recebido várias queixas sobre o tempo que o Instituto da Mobilidade e dos Transportes, I.P. (IMT) está a levar para renovar ou para emitir segundas vias das cartas de condução, que pode mesmo chegar a um ano.

"O tempo de espera chega, algumas vezes, a um ano, o que se traduz em situações de desespero para alguns condutores que necessitam de conduzir fora do território nacional, dado que em determinados países, como a vizinha Espanha ou a França, as entidades competentes não reconhecem como válidas as guias de substituição das cartas de condução", dizem Os Verdes.

O partido ecologista refere ainda que "algumas entidades patronais têm despedido motoristas, por ser incomportável ter um motorista de longo curso inativo durante um ano".

A pergunta apresentada à presidente da Assembleia da República, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, tem como objetivo obter esclarecimentos do Ministério da Economia sobre os motivos da demora da emissão das cartas de condução e a perspetiva de regularização da situação.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG