PJ mandou suspender buscas a duplo homicida foragido

Os investigadores da judiciária acreditam que Manual Baltazar tinha um plano de fuga e já não está na região.

A Polícia Judiciária (PJ) ordenou esta manhã o fim das ações de busca, no terreno há oito dias, para encontrar Manuel Baltazar, o homem que matou a tiro a ex-sogra e uma tia e feriu gravemente a ex-mulher e a filha, em Valongo dos Azeites, São João da Pesqueira. Fonte oficial PJ de Vila Real, que está a coordenar as operações, disse ao DN que "todo a área foi vista metro a metro, com utilização de meios tecnológicos, tendo sido concluído que o foragido não se encontra na região. Nesta fase acreditamos que tinha um plano de fuga e está a cumpri-lo".

A GNR, que na última semana teve dezenas de homens no terreno, com mais de uma centena de militares ontem a participar nas buscas, como apoio da Unidade de Intervenção e das equipas cinotécnicas, com cães de busca, já mandou retirar as tropas. "Estão agora cerca de duas dezenas de militares, essencialmente em patrulhamentos de prevenção junto à população", confirmou ao DN o tenente coronel Machado.

A PJ sublinha que vai "continuar a fazer diligências" mas que, a partir de agora, o plano de ação para capturar Manuel Baltazar "será um trabalho de pura investigação criminal".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG