Pinhal de Leiria continua a arder

Várias aldeias evacuadas nos concelhos de Marinha Grande, Leiria e Pombal.

É um cenário dantesco aquele que o fogo deixou, desde ontem, no litoral do distrito de Leiria.

Ao início desta manhã mais de 350 bombeiros continuam no terreno a combater o fogo que começou ontem, ao princípio da tarde, na Burinhosa, Pataias, e alastrou aos concelhos da Marinha Grande, Leiria e Pombal.

De acordo com o Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Leiria, o fogo mantém-se ativo em vários locais, para além de reacendimentos nas zonas de S. Pedro de Moel e do Osso da Baleia. E foi uma noite de inferno para as populações daqueles três concelhos, bem como para bombeiros e proteção civil.

Ontem à noite o fogo consumiu o parque de campismo da Praia da Vieira, uma empresa na zona industrial, várias casas, e só houve tempo de evacuar as aldeias de Garcia e Pilado, bem como parte da Vieira de Leiria.

Ana Paula Silva foi uma das centenas de pessoas evacuadas esta madrugada, para a Base Aérea de Monte Real. Porém, às 2h20 disse ao DN que o fogo acabara de chegar também ao local, e a Força Aérea começou a retirar os aviões.

O fogo atravessou toda a mata nacional do urso, descendo pela Estrada Atlântica. Quando chegou perto da praia do Osso da Baleia, no concelho de Pombal, entrou pelas povoações de Alhais e Fontinha, na freguesia de Carriço, obrigando à evacuação da população.

"A maioria dos populares passou a noite na Associação do Carriço e da Silveirinha Grande. Alguns estão agora a tentar regressar. Acreditamos que as casas não arderam, mas ainda não conseguimos chegar lá", revelou Teresa Silva, moradora no Carriço. Naquela zona também não há registo de vítimas, mas há ainda várias estradas cortadas. As comunicações telefónicas fazem-se também com muita dificuldade.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG