Pais de Maddie acreditam que processo será reaberto

Kate e Gerry McCann, pais da criança inglesa desaparecida em 2007 na Praia da Luz, no Algarve, manifestaram hoje a esperança de o processo ser reaberto com o anúncio da reavaliação do caso pelas polícias portuguesa e inglesa.

Segundo uma notícia hoje divulgada pelo Jornal de Notícias, a Scotland Yard tem uma equipa de 37 pessoas a investigar o assunto e em Portugal e a Polícia Judiciária atribuiu recentemente o caso à Secção de Investigação e Prevenção Criminal do Porto.

Numa declaração enviada à agência Lusa, os pais de Madeleine McCann referem estar contentes com este desenvolvimento.

"É exatamente o que temos vindo a pedir. Temos a esperança de que esta reavaliação do caso resulte na reabertura do processo em tempo útil", referem Kate e Gerry McCann, pais da criança desaparecida a 03 de maio de 2007.

Em declarações à agência Lusa, o advogado dos pais de Madeleine McCann também considerou muito positiva a decisão das polícias portuguesa e inglesa de reativar as investigações.

"Enquanto não se descobrir o que aconteceu à Madeleine o assunto não estará fechado. Encaro agora este recrudescer das investigações como um sinal muito positivo na expetativa de que se venha a descobrir aquilo que efetivamente aconteceu à Madeleine e que é de facto o que interessa descobrir", disse Rogério Alves.

Para Rogério Alves, estas decisões apenas demonstram que "a polícia está atenta e que está empenhada na descoberta do que aconteceu a Madeleine".

O advogado diz não temer uma reabertura do processo na Justiça, o que só acontecerá se forem descobertas novas provas, e manifesta mesmo o desejo de que "as investigações tragam elementos suficientes para a reabertura do processo".

"A responsabilidade dos pais foi afastada pelo Ministério Público. Os pais não têm nada a temer e o que desejam é elementos novos que possam contribuir para a descoberta da verdade e que isso possa passar pela reabertura do processo", concluiu.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG