Pai de aluno corre 1200 km para angariar material escolar

Um encarregado de educação percorreu 1.200 quilómetros e realizou dez provas para angariar material desportivo para a Escola Básica n.º 1 de Leiria, onde estuda o seu filho.

Após 12 meses de treinos e provas e 1.200 quilómetros percorridos, o projeto "O Desporto é uma escola" chegou ao fim, com a entrega de diverso material desportivo ao estabelecimento de ensino conhecido por Escola Branca.

O autor da iniciativa, Filipe Loureiro, entregou à escola, onde um dos seus filhos estuda, bolas de basquetebol, andebol, voleibol e futebol, redes para cestos de basquetebol, coletes, jogos de raquetes, jogos tradicionais, entre outro material.

Os donativos ficam à disposição da coordenação do estabelecimento de ensino para serem utilizados pelos 118 alunos.

"No fundo, iria participar nestas provas como atleta amador e achei que se pudesse fazer algo mais do que apenas ir às provas e vir para casa, seria, com certeza, positivo para alguém", contou Filipe Loureiro à agência Lusa.

O projeto "O Desporto é uma escola" começou em janeiro de 2013, com a realização do Duatlo do Jamor. Decorreu ao longo de todo o ano, tendo terminado no dia 08 de dezembro, com a realização da 1.ª edição da Meia Maratona dos Descobrimentos.

"Pelo meio, participei e concluí dez provas de atletismo: quatro duatlos (Jamor, Lezírias, Fátima e Torres Vedras), dois triatlos (Montemor-o-Velho e Oeiras), duas provas de 10 quilómetros (Palmela e Algés) e duas meias maratonas (Ponte Vasco da Gama e CCB/Terreiro do Paço, em Lisboa)", adiantou.

Filipe Loureiro explicou que avançou com este projeto com o objetivo de "dar continuidade a outros projetos de apoio a crianças" que sempre desenvolveu.

"Já angariei e ajudei a angariar dinheiro, brinquedos, bens alimentares, material escolar, roupas e material para crianças, quer de forma particular, bem como quando fui presidente de uma associação de pais. Também já angariei medicamentos, material escolar e roupa, sempre para crianças, para aldeias na fronteira entre Argélia e Marrocos", revelou o encarregado de educação.

Desta vez, entendeu contactar a escola onde estuda o seu filho para saber "se tinham carências ao nível de material desportivo". A coordenação da escola entregou-lhe "uma 'wish list'".

Filipe Loureiro explicou que o projeto consistiu em defender aquilo em que acredita: "esforço, dedicação, superação e entreajuda".

"O desporto é também uma escola: ensina entreajuda, a importância da dedicação e esforço e de nos superarmos para atingirmos os nossos objetivos. Se o conseguirmos, melhor. Se não, que fiquemos com a sensação que demos tudo o que tínhamos", sublinhou.

No decorrer da Festa de Natal da Escola Branca, foi entregue às 118 crianças parte do material desportivo angariado, numa cerimónia que contou com a presença do ex-guarda-redes Paulo Costinha, cuja empresa é uma das parceiras do projeto.

"O Desporto é uma escola" foi escolhido como exemplo de empreendedorismo social em conferências e colóquios e chegou a ser candidato ao Prémio Visão Solidária "Os nossos heróis 2013".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG