Operação Páscoa da GNR regista quatro mortos

Durante os quatro dias ocorreram 806 acidentes, que resultaram ainda em 17 feridos graves e 234 ligeiros

Quatro pessoas morreram nas estradas portuguesas entre quinta-feira e domingo, informou a GNR num balanço atualizado da "Operação Páscoa" 2018, que termina às 24:00 de hoje

Durante os quatro dias ocorreram 806 acidentes, que resultaram ainda em 17 feridos graves e 234 ligeiros.

Por comparação com o mesmo número de dias da "Operação Páscoa" 2017, este ano houve mais 64 acidentes, mais um morto, mais 12 feridos graves e mais quatro feridos ligeiros.

A "Operação Páscoa" 2018 da GNR começou na quinta-feira e termina às 24:00 de hoje.

Balanço da Operação Polícia Sempre Presente da PSP

Mais de 300 acidentes, seis feridos graves e 91 ligeiros foram o resultado da Operação Polícia Sempre Presente - Páscoa em Segurança 2018 da PSP, que terminou às 24:00 de domingo.

Segundo a PSP, nas últimas 12 horas da operação, entre as 12:00 e as 24:00 de domingo, foram registados pela Polícia de Segurança Pública continental, dos Açores e da Madeira 53 acidentes de viação, dos quais resultaram 22 feridos ligeiros e um ferido grave.

A Operação Polícia Sempre Presente -- Páscoa em Segurança 2018, que envolveu um reforço da vigilância rodoviária por parte da PSP, decorreu entre o dia 26 de março e as 24:00 de domingo.

Durante a semana em que decorreu a operação foram registados 301 acidentes pela PSP, que intensificou o patrulhamento junto a áreas de maior concentração de população, nomeadamente zonas comerciais, turísticas e redes de transportes públicos.

A polícia reforçou ainda a sua presença em locais de maior fluxo rodoviário e pedonal, seja nos acessos aos centros urbanos ou em zonas de diversão noturna.

Os agentes estiveram igualmente a desenvolver ações de sensibilização para a adoção de comportamentos e medidas de segurança que contribuam para prevenir a criminalidade.

A PSP dedicou particular atenção às infrações graves e muito graves tais como o excesso de velocidade, a condução sob influência de álcool ou droga, o uso indevido do telemóvel e a falta de cinto de segurança.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG