Novo medicamento que cura a hepatite C já chegou a Portugal

Taxa de cura é acima dos 95%. Há 187 doentes que estão a receber o medicamento sem custos para o Estado.

Portugal tem mais um medicamento disponível para o tratamento da hepatite C, com taxas de cura acima dos 95%. O tratamento do laboratório Abbvie foi aprovado a 15 de janeiro pela Agência Europeia do Medicamento (EMA) e o preço já está a ser negociado com a Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed).

Há, aliás, 15 doentes já a ser tratados com este método de acesso precoce e mais 130 em ensaio clínico a decorrer, sem qualquer custo para o Estado. Além de 42 que já o terminaram e ficaram curados. Este tratamento revelou uma taxa de cura entre os 97% e os 100%, dependendo do genótipo da doença. Portugal tem 631 doentes com hepatite C em tratamento, mais de metade gratuitos, através de ensaios clínicos e programas de acesso precoces.

O Ministério da Saúde revelou que vai reduzir em cinco dias o tempo médio da resposta a pedidos de acesso a medicamentos cujo preço ainda está em negociação. Ontem, Paulo Macedo chegou a acordo com o laboratório Gilead para baixar o preço do sofosbuvir, (41 mil euros). As negociações decorriam há um ano. Ainda não é conhecido o valor final acordado, mas a última proposta do governo rondava os 24 mil euros por três meses de tratamento e a possibilidade de outros três gratuitos quando necessário - o que representaria uma redução de 50% no custo.

José Carlos Saldanha, doente hepático há 19 anos, que interrompeu a Comissão Parlamentar de Saúde pedindo para que o deixassem viver, soube ontem que vai receber o tratamento. "Comunicaram-mo oficialmente. Espero ter o comprimido na mão o mais depressa possível", disse.

Leia mais pormenores na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outras Notícias GMG