Incêndios em habitações fizeram 1 morto e 2 desalojados

Um incêndio, pelas 16:15 de hoje, numa habitação da zona urbana de Celorico da Beira, provocou a morte de um homem, disse à Agência Lusa fonte do CDOS (Comando Distrital de Operações de Socorro) da Guarda.

O fogo, que "teve origem na lareira da cozinha", vitimou um homem, "com cerca de 40 anos de idade" e único dos quatro habitantes da residência (um casal e dois filhos) que na altura "se encontrava em casa", adiantou um elemento dos bombeiros voluntários daquela vila.

São ainda desconhecidas as causas das chamas, que "não provocaram danos de maior" no edifício, acrescentou a mesma fonte, admitindo que os maiores prejuízos terão resultado essencialmente do fumo e água utilizada para dominar o fogo.

Para o local, em São Pedro, uma das três freguesias urbanas de Celorico da Beira, foram deslocados um veículo de combate a incêndios, uma ambulância e uma equipa da GNR.

Em Minde, no concelho de Alcanena, distrito de Santarém, outro incêndio na zona urbana da vila "danificou muito" uma habitação de dois pisos, obrigando os seus habitantes, um casal de nacionalidade moldava, a realojarem-se em casa de familiares.

O fogo, cujo alerta foi dado pelas 17:13, ocorreu num momento em que "não estava ninguém em casa", disse à Agência Lusa, fonte dos bombeiros de Minde.

As causas deste incêndio, que afetou particularmente uma divisão no piso inferior e outra no primeiro andar, alastrou rapidamente, pois trata-se de um "edifício muito antigo e bastante degradado", acrescentou o mesmo elemento dos Voluntários de Minde.

Os bombeiros mobilizaram, para o combate a este incêndio, quatro veículos e 13 elementos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG