Gripe Suína: Resultados só serão conhecidos de tarde

O director clínico do hospital São João, no Porto, considera que "é muito pouco provável" que a criança de três anos internada nesta unidade com sintomas semelhantes aos da gripe mexicana, seja, de facto, o primeiro caso confirmado do vírus H1N1 em Portugal.

Até serem conhecidos os resultados dos exames a que a criança foi sujeita, o que só irá acontecer durante a tarde, António Oliveira e Silva recusa falar em qualquer outro tipo de doença.

Em comunicação aos jornalistas esta manhã, aquele responsável explicou que "há alguns factos clínicos dentro dos exames laboratoriais já realizados que apontam para outras doenças" que não a gripe mexicana. Contudo, os resultados dos exames mais detalhados só durante a tarde serão conhecidos, uma vez que "as amostras só foram enviadas para Lisboa às seis da manhã". Entretanto, já está totalmente excluída a hipótese de os pais do menino estarem infectados com o vírus H1N1, uma vez que "nenhum deles apresenta sintomas deste vírus", nomeadamente febre, o que exclui por completo qualquer suspeita.
 
António Oliveira e Silva acrescenta ainda que todo o plano de contigência funcionou na perfeição. "Ontem tivémos um contacto inicial do hospital de Chaves e aceitamos a transferência, accionando o plano", referiu, acrescentando que, de momento, a resposta a eventuais suspeitas se encontra ainda no nível mais baixo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG