Condutor em contramão provoca várias colisões na A44

Um homem percorreu ao início da noite de sábado mais de quatro quilómetros na A44 (norte-sul) em sentido contrário, tendo provocado vários acidentes e feridos, que estão a receber tratamento hospitalar.

A acção do indivíduo, que acabou por embater noutra viatura no quilómetro 4,6 da A44, junto ao nó de Coimbrões, causou outros acidentes e um total de seis feridos, cinco ligeiros e um grave (o próprio condutor que seguia em contramão), revelou à agência Lusa fonte oficial da Guarda Nacional Republicana (GNR) do Porto.

Dado o estado de saúde presumivelmente grave do condutor que provocou os acidentes, não foi possível realizar-lhe os habituais testes da taxa de alcoolémia, que serão posteriormente feitos no hospital para onde foi transportado.

A GNR avançou ainda que os acidentes que ocorreram pelas 19:30 levaram ao corte da estrada, num primeiro momento, tendo depois sido reaberta a circulação, ainda que de forma condicionada, às 21:30.

Algumas horas antes, outro homem foi apanhado a conduzir em contramão na A2, sentido sul-norte, com o nível de gramas de álcool por litro de sangue mais de quatro vezes acima do permitido (às 11:30 da manhã).

De acordo com fonte oficial da GNR, o destacamento de Ourique recebeu uma chamada a avisar do facto e às 11:30 o homem foi intercetado pelas forças de segurança.

O homem conduzia no sentido sul-norte da A2, mas deslocava-se em contramão em direcção ao Algarve com 2,69 gramas de álcool por litro de sangue.

Depois de intercetado, a GNR mediu o nível de álcool no sangue do condutor e este acusou 2,69 gramas de álcool por litro de sangue, mais de quatro vezes acima do limite legal máximo permitido, de 0,5 gramas de álcool por litro de sangue. A partir de 1,2 gr/lt já é considerado crime.

Apesar da viagem em contramão e do elevado nível de alcoolemia, o homem não provocou qualquer acidente.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG