Ciclomotorista que atropelou 4 pessoas acusou 1,42

Um ciclomotorista que atropelou sábado, ao final da tarde, quatro participantes numa procissão em Avioso, Maia, acusou uma taxa de alcoolemia de 1,42, disse fonte da GNR.

De acordo com fonte do Destacamento da GNR de Matosinhos, o ciclomotorista vai ser presente segunda-feira ao Ministério Público.

Das quatro pessoas atingidas, um homem de 76 anos foi ferido com gravidade e três mulheres, com idades entre 41 e 54 anos, registaram ferimentos ligeiros.

Segundo o relato do comandante do Destacamento da GNR de Matosinhos, Vítor Salgueiro, o ciclomotorista atropelou os fiéis depois de desobedecer a uma ordem de paragem dos agentes policiais que acompanhavam a procissão.

"Com receio de ser fiscalizado, tentou fugir e atingiu as pessoas", explicou a fonte.

Este é o segundo acidente do ano envolvendo, no distrito do Porto, pessoas que seguiam em procissões.

O anterior ocorreu em 22 de Abril, na localidade de Vila Chã do Marão, Amarante, quando um automobilista atingiu dez pessoas que seguiam numa processo, três das quais morreram.

Ao contrário do que sucedeu agora em Avioso, Maia, a manifestação religiosa de Vila Chã do Marão não estava a ser acompanhada pelas autoridades policiais.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG