ACAPO queixa-se de falso peditório em nome da instituição

A direcção da delegação de Viana do Castelo da Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO) alertou hoje para "falsos peditórios" que estão a ser feitos na região e realizados em nome da instituição.

O presidente da delegação de Viana disse à Agência Lusa que, nos últimos dias, recebeu "vários relatos" em que, "usando o nome da ACAPO", alguns indivíduos estarão a contactar empresas e população, alegando a realização de uma campanha de recolha de bens e fundos. "São muitos relatos e perdemos a paciência. A ACAPO de Viana não tem em curso, nem prevê nesta altura, qualquer tipo de campanha pública", esclareceu Carlos Laranjeira.

Acrescenta que desde Setembro que, no distrito de Viana do Castelo, a instituição não realiza acções do género, daí a surpresa com os relatos recebidos. "Fomos contactados por pessoas e empresários, alegando que estavam a ser pedidos para a ACAPO donativos e bens materiais. Por isso estamos a alertar a opinião pública porque tal é totalmente falso", disse ainda o responsável. Carlos Laranjeira disse ainda que sempre que a instituição promove acções do género os representantes da ACAPO estão "devidamente identificados", pelo que equacionam comunicar o caso às autoridades.

A delegação de Viana do Castelo da ACAPO tem cerca de 150 sócios e utentes e em 2010 realizou várias campanhas públicas para angariação de verbas para a nova sede distrital da instituição.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG