MP brasileiro pergunta a Duarte Lima se matou por 6ME

O Ministério Público brasileiro questionou Duarte Lima sobre os montantes transferidos por Rosalina Ribeiro para a conta do advogado e pergunta se este matou a companheira de Tomé Feteira por causa de seis milhões de euros.

"O réu matou Rosalina Ribeiro por causa de seis milhões de euros", questiona, sem rodeios, o procurador brasileiro Eduardo Luiz Rolins de Faria que dirigiu 46 perguntas a Duarte Lima, via carta rogatória para Portugal.

Na carta rogatória, a que a agência Lusa teve acesso e que será cumprida pela juíza da 6ª vara criminal de Lisboa, constam as 46 perguntas do MP brasileiro e 27 da defesa do advogado, acusado de ter assassinado a cidadã portuguesa e sua cliente Rosalina Ribeiro, a 07 de dezembro de 2009, em Saquarema, arredores do Rio de Janeiro.

Duarte Lima será questionado sobre se é verdadeira a acusação de homicídio e, em caso negativo, se acredita haver algum motivo para o terem incriminado, ou ainda, se sabe quem foi o responsável pelo homicídio.

"Porque ligou para uma loja de armas do hotel de Belo Horizonte? Onde ficou hospedado no Rio de Janeiro e como pagou essa hospedagem? Porque marcou encontro com Rosalina à noite, fora da casa dela, sabendo que ela não gostava de sair depois das 18 horas", são algumas das perguntas que constam do documento.

FYRO/CC/FC //GC.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG